"Poesias da Mari Haua"


 

 

 AMO AMAR

 Amor, palavra pequena,
essencial à vida.
Tantas vezes e por tantos,
descrita, lida e ouvida.
Sentimento que inunda a alma Sem aviso,
 sem medida.
Como uma frondosa árvore bela e florida
 De onde tiramos o néctar de seus frutos
 Descansando sob a sua sombra matinal
Não importa se é real ou virtual
Presente ou Distante Vivido
ou não Retribuído
Deixando apenas fluir em todos os sentidos
 Ame incondicionalmente, sem cobranças.
 Lembre-se que você não é dono
da vida do seu amor
E nem dele é a sua Embora
queiram partilhar todos os momentos
Todos nós precisamos ter nossa individualidade
 Respeitando será respeitado
Ame num crescente
Ame Sempre!

Mari Haua

 Um dia, Quem sabe, Talvez

No meu cantinho virtual você chegou
 Com carinho me abordou
Seduzindo e cativando
Dizia estar me amando
Insistia em me pedir Para dizer
 que também o amava
De você eu gostava Mas sem certeza hesitava
 Inseguro você ficou Com ciúmes me infernizou
 Os meus passos você queria guiar
 De minhas amizades quis afastar
Sem querer brigar E sua amizade preservar
 Tentava te acalmar Dizendo então te amar
 Não mentia,
idealizava Pelo jeito que se comportava
 Achava que me amava
 Na vã ilusão eu me encontrava
Caminhos tortuosos nós trilhamos
Sem cessar noite e dia brigamos
 Seus ciúmes continuavam
Sem razão e me atordoavam
Enfim, nos afastamos
Com ásperas palavras brigamos
Colocamos então um ponto final
Em tudo o que sonhamos
Nunca mais nos falamos
Ficou uma interrogação no ar
Relacionamento mal resolvido
Correto continuar ou terminar?
 Penso em você com carinho
Sua amizade bem me fez
Gostaria de tornara ser sua amiga
 UM DIA, QUEM SABE,
TALVEZ....

Mari Haua

 Amor... Possível ou Impossível?

 Não posso, não quero,
 não devo pensar em você!
A razão antes da emoção
traduz essa condição.
Estamos inatingíveis como a Lua
e as Estrelas longínquas.
Partilhamos essa relação de carinho
No cotidiano descobrimos caminhos idênticos
como o espelho e o reflexo
Sonhando os mesmos sonhos
Imaginamos torná-los reais.
 Entristece-me saber o que certamente vai acontecer:
Não terei o seu toque
Não sentirei o seu perfume
Não me enternecerei com suas doces palavras
 Não compartilharei o seu leito
Nem sentirei ofegante a sua respiração
com a união dos nossos corpos
em busca do prazer maior.
O que fazer? O que dizer?
Na trajetória desse caminho atordoante
Perguntas sem respostas que nem você pode responder Viveremos de momentos?
De espera contínua?
Encarcerados na solidão e saudade?
Sinto-me como um barco à deriva
pronto a naufragar Nesse mar de emoções
 vislumbro a alegria.
Ver-te ao longe Ouvir tua voz
As únicas opções que me restam.
Preciso da certeza no teu olhar
Não quero mais brincar de Amar.

Mari Haua

 Noite de Amor

A Lua já se descortina Adentrando
 o leito com esmero arrumado
e perfumado propiciando
magia e encanto Já ao banho,
 em suaves carícias.
O corpo vai sendo preparado
Pensamentos intercalam
tesão e tensão Interminável
parece a espera
PRECISO ESTAR COM VOCÊ!
Ansiedade que só seu toque silencia
Ouvir tua voz Saber do teu dia
 Perceber em você a mesma urgência
Sentindo-me totalmente seduzida e entregue
 Tuas sussurradas palavras me entorpecem
 Percebo tua respiração ofegante
Que me abrasa e enlouquece
Cavalgando em um ser alado
Por entre nuvens vou buscando
Sons, sabores e aromas entremeando.
Ao infinito teu mel me transportando
Meu bel-prazer realizando
Harmonia adorna nosso descanso
O cintilar das estrelas resplandecem
abençoando Com ênfase por
estarmos nos amando.

Mari Haua 

 Quem é você?

Que me mantém refém neste castelo de sonhos
Fixado em meus pensamentos
Presença intensa de magia e encantamento
Sua eloquência desvenda e acaricia minha alma Adentrando...
Como se dela fizesse parte
Em enigma vou seguindo...
Perguntas irrespondíveis
Clamando por sinceridade
 Sentimentos em entrelinha...
Subentendido
 Esbarrando no medo da incerteza
Das tuas escorregadias palavras Outrossim,
 sentindo-me cúmplice Deste
amor velado

Mari Haua

 Anjo Amigo

Com a solidão latente
A alma se torna carente Dúvida ...
 Incertezas Aprisionam nossa mente
Querendo acreditar
Embevecida vou sonhando
Cada vez mais me enredando
Será que estou me apaixonando?
Quanto mais me defendia Mais você insistia
Só amizade, eu dizia.
Meu olhar você não via
A distância me resguardava!
Com você sorria...
Brincava Confidências então trocamos
 Expomos nossos desenganos
Como eu, você não pretende seguir
 seu caminhar errando.
 Dependente do seu carinho foi ficando
Sua Imagem eu via...
Emoção sentia
Em alerta me debatia Durante o dia,
pensamentos iam e vinham.
Sem que eu pudesse controlar
Ansiedade por ver a noite chegar
Dúvidas me assolavam
Procurar-te ou aguardar?
Enfim...
O som da sua voz eu ouvia Seduzia-me...
Estar comigo você queria
Esse virtual é uma loucura...
Eu dizia Mesmo querendo-te...
Não cedia Com cuidado,
a barreira da distância foi encurtando.
Mais e mais eu fui me desnudando
 Na imaginação ia viajando
Já te sinto me acariciando...
 beijando... Amando
Sua respiração ofegante me abrasando
Sussurros...gemidos...
Seguindo seus passos vou caminhando
 Nossa urgência vai realizando
 Envolvem-me Apaziguando o coração.

 Mari Haua

Publicado no Recanto das Letras
Código do texto: T2470708

 Árvore, robusta, linda, inquebrável

Seus galhos são os sentidos;
Visão, Tato, Audição, Olfato e Paladar
 delicioso Suas folhas e flores
o colorido essencial a vida
 Seus frutos alimento para alma
 Raízes fazem parte da eternidade,
quando bem alimentada
Regada com carinho,
 atenção, sinceridade, compreensão e
confiança Vêm os galhos,
 entremeados de admiração,
paixão e cuidados,
como o respeito,
para que não se quebrem
Folhas e flores exalam seu aroma especial
Chegam os frutos, tão ansiados,
complemento indispensável e de sabor incomparável
Sua sombra,
pousada sobre a relva é meu
descanso e minha paz.


Mari Haua

 Publicado no Recanto das Letras
Código do texto: T2263014

Leia mais poesias da Mari Haua no blog:

 http://encantodaomarihaua.blogspot.com/